Barulho!

Ele ouvia o som das conversas, e tudo estava muito confuso, queria entender mas era tantas as histórias, e contadas por tantas pessoas que sua mente não conseguia distinguir.
Uma mensagem o consolou, uma nostalgia invadiu sua alma e começou a lembrar das coisas que fazia, das músicas que cantava. Ao fundo o barulho das vozes lutavam para o distrair, mas, ele permanecia ali, concentrado, tentando lembrar tons e notas, cantarolou alguma coisa e sorriu.
Risos o trouxe de volta ao lugar, e finalmente só uma história estava sendo contada, prestou atenção e viu-se as gargalhadas.
Muitas e muitas outras histórias se passaram e como em súbito tudo se acabou, e o silêncio tomou conta de seu pensamento.

“Barulho, barulho;
muito barulho por nada…”

(Kid Abelha)

About the Author

One thought on “Barulho!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may also like these

X