em Blog

Um amigo que é envolvido com a política, postou em suas redes sociais e enviou também para as suas listas de contato a seguinte frase sobre vitimismo, o famoso mi-mi-mi:

“Vitimismo é a arma mais eficaz utilizada por manipuladores. Aquele que mais sofreu, nunca se vitimizou.”, e na legenda finalizou com “Nosso maior exemplo é Jesus”.

Vi seu post e fiquei incomodado, resolvi então em escrever esse lindo texto.

Você, isso mesmo, você que está lendo, sabe o que é vitimismo?

No dicionário vem a seguinte descrição: Vitimismo é o sentimento de ser vítima; sensação de quem passa por algum tipo de opressão, maus-tratos, arbitrariedades, discriminação etc.

E mesmo assim continuamos achando que não ligar para a dor do outro, e achar que aquilo que dói no outro não tem problema ou não é forte o suficiente porque não dói em você ou em mim, é vitimismo.

Vou colocar aqui alguns exemplos:

  1. Uma pessoa engorda e um dia andando pela rua encontra um amigo magro, que sem empatia nenhuma diz para a pessoa: “nossa como você tá gordo hein?” o amigo nem se importou em saber se aquela frase machucou a pessoa. Aí a pessoa que está gorda, diz para o amigo: “não fala assim, isso me machuca” e o amigo fala: “deixa de vitimismo, emagreça”.
  2. Uma mulher lésbica está andando pela rua, e vem um grupo de homens e começa a hostilizar dizendo frases como “Certeza que é assim porque nenhum homem fez direito” ou “Quando estiver com aquela gostosa da sua namorada, deixa eu ir junto, adoro ver duas mulheres se pegando”. atrapalhando o direito de ela ir e vir com tranquilidade.
  3. Uma pessoa preta está com a sua bicicleta, esperando a sua namorada na porta de um shopping, e é abordado por uma pessoa branca, e acusada de roubo, de ladrão, apenas por sua cor e porque a sua bicicleta é parecida com a do branco. Afinal o “preto não tem condições de ter uma bicicleta daquela”.

Você sabe quantas pessoas se matam por causa de comentários assim? Tem certeza em achar que é vitimismo?

Jesus veio aqui e disse: “ame o outro como se o outro fosse você”, e sofreu pra cacete para que a gente olhasse e entendesse o seu exemplo. Estou certo?

Você gostaria de sofrer o que Jesus sofreu? Ser xingado como ele foi xingado? Sentir o que ele sentiu e tudo em silêncio porque ele não teve oportunidade de falar? Pois quando ele falou durante o seu “julgamento” levou uma bordoada na cara.

E tem outra ele sofreu o que sofreu, porque falou antes tudo o que tinha pra falar. Por que ficou do lado das vítimas, e os ricos e poderosos da época, que não são muito diferentes dos ricos e poderosos dos dias atuais, não gostaram daquele homem que ficava do lado dos marginalizados, “que se faziam de vítimas” aos olhos deles.

Achar, entender, e afirmar que as pessoas que sofrem de qualquer mal, está se fazendo de vítima é não entender nada do que Jesus veio fazer aqui na Terra.

Imagem: Daniel Eledut em Unsplash

Escreva seu comentário

Comentário