O AMAR como ato

FreeImages.com/Ayhan YILDIZ

O AMAR como ato

Aquele que crê em mim fará as obras que eu faço, e fará ainda maiores que estas… (Jo 14, 12)”. Foi isso que Ele disse. E é muito simples pensar sobre isso. Mesmo que eu não tenha nenhum poder ou dom miraculoso. Jesus fluía, e ainda flui nos dias de hoje pois sua Palavra é viva, amor, e se seguimos o que ele nos ensina, o “Amarás teu próximo como a ti mesmo… (Mt 22, 39)” podemos realizar “curas” fabulosas.

Pensa comigo.

Se seguimos os ensinamentos do Cristo, perdoaremos, iremos em favor dos mais necessitados, não teremos preconceitos, seremos mais tolerantes.

Esqueceremos aquela frase “ame o pecador e não o pecado” que já entra no mérito do julgamento, afinal Ele também nos diz “Não julgueis, para não ser julgados… (Mt, 7, 1)” e só amaremos, independente de qualquer situação, de credo, de gênero, orientações, entre outros.

Essa é a parte mais difícil de seguir a Cristo, amar.

Igrejas não são importantes, dogmas não são importantes, denominações não são importantes. O que importa em segui-Lo é o AMAR.

Acabei de lembrar de uma música cantada pelo excelente Pe. Zezinho, que a história consiste em uma criança que pergunta para um adulto o que é preciso para ser feliz, e ele responde sabiamente “Amar como Jesus amou” e não, viva separado, recluso, toque na ferida, diga que você é o certo.

Ame, e cure com o seu amor.
Ame, e transforme com o seu amor.
Ame, e acolha com o seu amor.
Ame, e seja misericordioso.
Ame, somente ame.

FreeImages.com/Ayhan YILDIZ

Escreva um comentário ou deixe uma nota para que eu possa saber a sua opinião à respeito deste texto. Se você gostou, clique no ❤ aí embaixo. Fazendo isso, você ajuda esse post a ser encontrado por mais pessoas.

Siga-me os bons:
TwitterFacebook - LinkedIn - Instagram - Telegram - E-mail

About the Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may also like these

X