O Negro!

Estava sentado no banco da praça observando o negro moribundo que pedia esmolas, via sua roupa, seu jeito. Ele ia de pessoa em pessoa, e cada uma fugia dele de uma forma, e quando ele aproximava de um carro, os motorista fechavam a janela, arrancavam com o carro pela rua, ou estacionavam mais adiante. Do outro lado da rua havia um grupo, que quando avistaram o pobre negro o insultaram de várias formas, e os policiais que passavam em sua viatura olhavam despercebidos sobre o ocorrido.
O negro triste colocou a mão no bolso, tirou algumas moedas, uma lágrima parecia surgi, abaixou a cabeça, guardou as moedas e se foi.

No banco da praça continuava sentado, sentindo-se um inútil por nada fazer.

Blogagem coletiva

Hoje, 21 de Março é o dia internacional para a eliminação da discriminação racial, e o Lino nos convocou para uma blogagem coletiva sobre este assunto.

E tomando alguns dados da Luma, uma pesquisa realizada pela fundação Perseu Abramo, no ano de 2003, comprova que 87% da pessoas consultadas admitiram a existência de racismo. E este resultado compromete conceitos de justiça, cidadania e democracia em nosso país.

Por que ficar sem fazer nada?

Clique em quem está participando,

Cris, Jens, Poliane, Laine, Chawca, Célia, Carla, Bárbara, Carlos, Jonathan, Cacau, Ursula, Tati Sabino, Lúcia, Lu (Niniel), Mélica, Mero Espectador, Luci Lacey, Lulu, Jeane, Aline, Keila, Verinha, Olhos de Mel, Leandro, Monkakau, Vivi, Mário, KK, Patty, Aninha, Alê, Saramar, Marcos, Cristiane Saldanha, Renata, Cirilo, Sam, Regina, Fernanda, Cilene, CAntonio, Márcia do Valle, Lino, Ricardo Rayol, Enoísa, Renata, Guilherme, A comentarista, Edu, Chris, Mi, Clarice, Paulo, Jorge, Luma, Kevin, Célia (Paris), Marta, Morgana, Miguel, Crys, Simone, Lila, Tina, Mércia, Rafael, Jackie,

About the Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may also like these

X