em Blog

Pecado passado!


Eram meados de 1988, e na segunda série ele era um dos melhores alunos da sua sala, tanto que a professora o nomeou “ajudante oficial”, tudo o que era “legal” era feito por ele, anotar o nome dos alunos que ficavam só conversando, distribuir as atividades, entregar e recolher os materiais, e distribuir as senhas quando havia algum tipo de lanche “especial” na escola (nesses dias os alunos só poderiam comer uma vez). E sempre que sobrava uma senha, ele ficava com ela.

E esse foi seu pecado, um dia ao entregar as senhas, uma das meninas da sala falou que não queria, então ele guardou a senha no bolso e foi para o recreio, e o lanche daquele dia era pão com carne louca. Ele estava feliz, pois iria se fartar.

Quando estava entrando na fila pela segunda vez, a menina que antes havia recusado veio ao seu encontro e quis reivindicar a sua senha dizendo que ficou com vontade de comer o lanche, ele olhou para a menina e sem pensar falou:

-Não, não vou te dar a senha. Você não quis na hora e agora quem vai comer sou eu.

A menina insistiu mais umas duas vezes, mas como ele se manteve firme na decisão ela desistiu.

Para a sua surpresa a merendeira (não se sabe como) escutou a conversa dos dois e quando chegou a sua vez ela olhou brava para ele e disse:

-Que feio! A menina quase implorou a senha pra você, e você não deu… por isso eu vou te dar só metade. – E cortou o pão no meio.

Naquele momento se sentiu culpado, e se sentiu também a pior pessoa do mundo por tudo aquilo que tinha acontecido.

Foi ao encontro da menina e falou:

-Vai lá. A tia da merenda vai te dar um lanche.

Mas a menina nem olhou na cara dele.

20 anos se passaram, e por incrível que pareça, todas às vezes, que ele tem que tomar uma decisão essa lembrança vem à tona. Como se fosse um aviso para que ele decida pelo lado certo.

A menina, a merendeira e o pão com carne louca.

Escreva seu comentário

Comentário

  1. Quando somos muito jovens e inexperiêntes, fazemos coisas em nossas vidas que naquele momento achamos que é o correto, mas isso faz parte de nosso crescimento como pessoa. O importante dessa lição é que está escrita aqui é que ele aprendeu com um erro do passado e que todos nos devemos aprender com nossos erros para não os cometê-los novamente.
    Parabéns pela linda história.
    Evaldo.

  2. Vendo essa imagem dá uma saudaaade da época de escola..
    Estou fazendo 31 já em novembro agpra…

    ficando veeelho.. rss

    Em relação ao “Vivendo e Aprendendo”… Sempre!!! =D